domingo, 20 de agosto de 2017

Excerto do livro " A DOÇURA DA NOITE"



Excerto do livro " A DOÇURA DA NOITE", o meu próximo lançamento, ainda sem data definida. Um livro que aborda as perversões narcísicas.  

"Carlos Borges tinha toda a simetria necessária, feições másculas e músculos definidos, tudo o que o sexo oposto admirava. Mas, no entanto, estas maravilhas escondiam uma mente dominada por um preconceito venenoso: um desdém pelas mulheres, profundo e real, que ia além de tudo o que podia ser considerado saudável. Era um preconceito formado desde a sua meninice e os longos anos de abandono materno. Nenhuma mulher que fitasse aqueles olhos negros adivinhava os sentimentos de hostilidade que eles ocultavam; pelo contrário a maioria ficava com uma impressão de sensualidade, cavalheirismo e uma promessa de amor compreensivo e de protecção a qualquer preço"
 
BREVE EXPLICAÇÃO TEÓRICA SOBRE AS PERVERSÕES NARCISICAS
O que são perversões narcisicas?

O que define uma perversão narcísica? Clinicamente, o que é um indivíduo perverso? Uma perversão pode ser entendida como uma perturbação crónica do comportamento sexual, em que a expressão de uma “pulsão perversa”, de natureza agressiva, é condição necessária para que o sujeito atinja a excitação sexual e o orgasmo. De outra forma, não sente qualquer prazer, pois o prazer não está ligado aos afectos (ao amor), às relações humanas ou à intimidade. Podemos talvez dizer que, no mundo interno do sujeito, a sexualidade e a agressividade (ódio) estão “confundidas”, estando essas experiências sexuais muito aquém daquilo que é verdadeiramente uma sexualidade adulta.

Uma das características básicas do perverso é a ausência de consideração pelo outro. Este só serve ao perverso para descarga (sexual e agressiva). Esta instrumentalização/desumanização do outro implica não tomar em conta a sua vontade e o seu desejo; aliás, quanto mais o perverso desvia o outro das suas práticas habituais, mais gratificante se torna o acto. Assim, para uma grande percentagem dos perversos narcísicos, a sexualidade é um acto solitário, maioritariamente masturbatório, já que, incapaz de vivenciar a intimidade, não existe a ligação ao outro. Fazem amor consigo próprios.

Verifica-se com frequência que, na história do perverso, entre mãe e criança o vínculo foi agressivo, e não de amor. Diz-se que a perversão é a patologia do ódio, porque o vínculo com o objecto primário é um vínculo de ódio. A perversão é uma forma erótica de ódio, em que o meio utilizado para descarregar esse ódio é a humilhação e agressão do outro (representando esses comportamentos o ódio inconsciente ao objecto materno). Para além disto, há no perverso uma ferida narcísica (ou seja, inconscientemente, o sujeito não se ama a si mesmo, sentindo-se inferior) fundamental para a compreensão desta patologia. Tendo por base um vínculo de ódio, a relação básica entre mãe e filho falhou e este foi maciçamente desnarcisado – foi rejeitado/mal-amado. Essa desvalorização primária (em tenra idade) a que foi exposto faz com que o perverso, enquanto adulto, humilhe o outro, vingando-se pelo ataque como forma de reconstruir o seu próprio narcisismo.


Alguma vez lhe aconteceu ter uma relação amorosa que se iniciou como um conto de fadas, em que a outra parte parecia ser encantador(a), sedutor(a), saído de um conto de fadas?

Passado algum tempo, passa a ser uma relação marcada por conflitos, em que se sentia atacada(o) e afectada(o) na sua auto-estima, sem motivo aparente, e caso ripostasse, sofresse o “tratamento silencioso” em que a outra parte, não respondia aos seus apelos à sua ansiedade e necessidades, e que aos poucos se sentia como se fosse menos que lixo?

Possivelmente estava numa relação com uma pessoa com transtorno de personalidade perverso narcísico. 

Quando se fala num D. Juan ( D. Juan de Sevilha), como sendo alguém muito atento e galanteador com as mulheres, na verdade está-se a falar de um perverso narcisico. Pode saber mais sobre o D. Juanismo aqui. 


Na actualidade podemos falar de um D. Juanismo de saias também. Existem mulheres com comportamentos de sedução tal como os homens, motivadas pelo ódio, e não pelo amor. 

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

O que faz uma escritora feliz?

Carregue na imagem para ampliar


Por mais que se diga que o que faz um escritor feliz - ou um grande escritor -  é produzir obras primas de literatura, grandes pensamentos e criticas à sociedade, quase todos os grandes romancistas do passado só foram considerados como tal a titulo póstumo, salvo algumas excepções. 
Felizmente no século XXI, temos grandes romancistas vivos e a produzir. Não pertenço a nenhuma das duas categorias - grandes romancistas vivos ou mortos - , mas sou uma escritora de romances, modesta quanto baste, pois tenho alcançado alguma sucesso de vendas como independente. 

 Então cá vai! Na minha modesta opinião, o que faz um escritor feliz - para além das vendas - , são as criticas positivas, sentir que os leitores gostaram do que escreveu, independentemente do objectivo com que o fez, e do conteúdo que escreveu. acreditem que há leitores para todos os escritores e géneros literários. Penso que aos poucos - em quatro anos - tenho conquistado alguns leitores, coisa que nunca julguei possível. Hoje, passados quatro anos de auto publicação, acredito no MILAGRE.  
Já disse por aqui, mais do que uma vez, que escrevo por necessidade e que o farei enquanto tiver histórias para contar. Também já disse - desculpem se me repito - que sou uma romântica convicta, como tal, só poderia escrever romances. 

Pois caros leitores - vaidade à parte - hoje encontrei algumas pérolas sobre os meus livros. Pérolas essas, que são comentários com 5 estrelas. Como sabem, comecei a escrever com o pseudónimo de AMBRA BLANCHETT, e ainda tenho alguns títulos publicados com esse nome. Hoje, depois de estar algum tempo sem verificar se haviam comentários - o escritor morre de medo deles -, nos meus livros descobri A PRENDA DA NOIVA com três comentários novos de cinco estrelas, na amazon americana e em inglês. Obrigado desde já aos leitores, que com certeza serão luso descendentes ou brasileiros, porque só escrevo em português. 
Portanto, esta escritora, é feliz com estas manifestações de carinho dos leitores. 
A todas (os) MUITO OBRIGADO!! 

carregue na imagem para ler os comentários




segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Segredos de Família - Romance

Sinopse

Núria é uma viúva, jovem e bonita, que assume a gestão da adega desde que o marido faleceu. Na tradição familiar essa função era atribuída ao filho varão mais velho, mas o irmão de Núria recusa-se a abandonar o seu trabalho para se dedicar as vinhas.

Depois de constatar que não conseguia gerir a adega da Quinta da Tapada sem ajuda especializada, contrata um director geral, César Medeiros - famoso por erguer grandes empresas -, que a põe à prova de cada vez que se cruzam. Entre palavras de ironia, gargalhadas, lutas pelo poder, e a resolução de mistérios que vão surgindo na adega, um dia, sob o efeito metonímico do vinho, na cidade mais romântica do mundo, acontece algo que altera a relação dos dois para sempre…



                                                                      CONTRA CAPA


Nota da autora: 

SEGREDOS DE FAMÍLIA aborda as tradições familiares baseadas em fortes componentes culturais, nomeadamente a herança de pais para filhos nos negócios familiares, cujo legado quase sempre era deixado aos filhos homens. O mundo das vinhas e da enologia, é um mundo de homens, mas, amiúde surge uma mulher que também dá cartas nessa matéria e, é em homenagem a algumas dessas mulheres que conheço que escrevi este romance.
 Por conveniência do enredo a autora acrescentou um pouco da história da guerra civil espanhola e dos refugiados que se recolheram em terras alentejanas sob a protecção de um guarda fronteiriço em terras de Barrancos. E, como em todos os livros da autora, as motivações humanas, a cobiça, a ganancia, o vicio, o desgosto e o luto e a luxuria, estão presentes neste livro mais lithg do que alguns da autora.  É uma leitura de Verão que retrata a paisagem alentejana e o mundo das vinhas nesta região de Portugal. Podem adquirir o livro em todas as lojas da amazon

* Disponivel em ebook e papel. 

Até ao próximo post. 

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Diário de Viagem - da Alemanha à Áustria

O Pérolas para a Alma, oferece-vos hoje imagens e impressões sobre o castelo que inspirou o castelo da Disney e cuja imagem já devem ter visto em inúmeras capas de livros. Recentemente  UM REINO DE SONHO de Judith MacNaught exibe este lindo castelo na capa.

Como estava a pouco mais de cento cinquenta quilómetros do castelo fui visitá-lo. Partindo da Suiça, do outro lado do lago Constança, chegar lá é fácil. Felizmente as auto-estradas na Suiça e na Áustria não se pagam, e a viagem faz-se rapidamente, sempre acompanhados por paisagem idílica.









Luís II da Baviera, prometeu a Richard Wagner - segundo consta - recuperar as ruínas de um antigo castelo e o resultado foi este.

Pode-se chegar ao castelo de duas formas: a pé, ou de autocarro pago. Optei por subir no autocarro, e descer a pé. A subida é íngreme e imagino que deve ser penosa, demorando mais de uma hora a chegar lá. Já a descida é fácil e sempre à sombra por dentro da floresta negra cujas árvores dão um ar misterioso a todo o cenário. Quem não se lembra das lendas inspiradas na Floresta Negra, como Hensel and Gretel, que se perdiam na floresta e encontravam uma bruxa que os queria comer? Pois a floresta negra, é tão extensa que abrange milhares de quilómetros.
O Castelo está em obras na fachada fronteiriça e foi impossível fotografar as belas cores de vermelho que exibe.

Com o tempo limitado, optei por não entrar no interior do castelo, a fila tinha mais de um quilómetro de extensão e o tempo de espera equivalia a umas quatro horas de pé na estrada de acesso ao castelo. Demasiado penoso para ver um interior que parece que desilude, segundo algumas opiniões recolhidas em blogues.  Por esta informação podem imaginar a afluência de visitantes que o monumento possui. Nesta zona existem mais dois castelos, mas este é o mais visitado, fruto da publicidade da Disney.

ÁUSTRIA 

Depois desta visita fotográfica, o destino foi a Áustria, mesmo ali ao lado e, a cidade escolhida Innsbruk. Foi difícil fazer esta viagem pelas montanhas - montanhas que lembram a Heidi da autora Suiça Johanna Spyri e que os estúdios japoneses transformaram nos famosos anime que deram a volta ao mundo -, principalmente porque parece que a Áustria está em obras ao longo de todas as suas estradas.




Innsbruk é uma cidade presa num vale entre os Alpes tiroleses e só pode crescer em extensão. O centro da cidade é medieval, tem vestígios romanos com o seu belo Arco do triunfo e na verdade não fiquei muito impressionada com a parte moderna.
 À excepção do centro antigo - belíssimo - é uma cidade como qualquer outra. Muito turismo de todas as nacionalidades e as esplanadas sempre apinhadas de pessoas, são um forte indicador do poder de compra. Aliás, desde França até aqui, nota-se o poder de compra deste lado da Europa e não são só os turistas a encherem os restaurantes, os habitantes locais também o fazem.
Neste lado da Europa, a riqueza está melhor distribuída até que, comparativamente a Portugal os ordenados mínimos são o triplo do que se ganha por lá e claro que o nível de vida é mais caro.
Viajar é bom, não só porque se lava a vista e se adquire lições de historia e geografia, mas também porque podemos pensar na forma como vivemos no nosso país, comparativamente ao que observamos e não "engolir" facilmente as patranhas que nos querem impingir de sermos preguiçosos e produzirmos pouco. Estes países respeitam ao máximo as leis do trabalho e quem trabalha e, para bom entendedor meia palavra basta. Certamente terão coisas menos boas, mas o que se vê são pessoas na rua, descentralização - não existem cidades macrocefalas - e poder de compra.




Até ao próximo post. 

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Diário de viagem - Aventura Alpina

Pérolas para a Alma não é só livros. 
Como prometido, cá está o diário ( neste caso é quase um semanário), da nossa aventura Alpina. Por dificuldades de acesso à internet, só agora foi possível fazer o post. Este ano a viagem foi à zona Alpina compreendida entre a França e a Áustria.  Começamos por Genéve e tivemos o primeiro entrave com as telecomunicações. Tínhamos comprado previamente um cartão de dados móveis para toda a europa e... surpresa - não funcionou. Ao usarmos o telemóvel com os nossos dados, ficamos a saber que pelo envio de um email de um paragrafo tínhamos pago a módica quantia de cinquenta euros. Depois de digerirmos o mau estar com as telecomunicações portuguesas, uma vez que não tem acordo com a Suiça, lá partimos à aventura. Com tudo marcado pela internet - inclusive o aluguer do carro - foi só ligar o GPS do Ipad e rumar à França.  
Como o país é muito caro, ficamos alojados em terras de França na Haute Savoie ( Alta Saboia) e dali conseguimos visitar as cidades medievais que existem no lago Annecy e no lago Léman. É impressionante ver como os Franceses cuidam do seu património e como apostam no turismo de qualidade, sem descaracterizarem as suas vilas. 




 Imagem de Annecy
 Annecy
 Montanha
 Montanha

 Evory - aldeia medieval no lago Léman, do lado frances
 Lago Léman - vista do lado Suiço
 Mont Blanc - glaciar

 Castelo Chillon perto de Montreaux na Suiça
 Aldeias rurais


 Montreaux - Suiça

 Floresta Alpina

A ultima cidade visitada nesta primeira parte da viagem foi AOSTA na Itália. Uma cidade com alguns monumentos da época romana e que apostou no turismo de inverno. Nesse dia, atravessamos o túnel do Monte Branco, cerca de 12 Km e pasmem: a travessia destes doze quilómetros custa 44 euros. O túnel está sujeito a regras de segurança muito apertadas e confesso- vos que é assustador. Não quero repetir a experiência. 


 Aosta - Itália


O que é que se faz por estas bandas de verão? Aprecia-se a paisagem de um verde a perder de vista,  a arquitectura característica da Saboia e visita-se as vilas históricas, e pode-se usufruir das praias nos lagos, como Annecy, que tem várias  muito agradáveis com relva e, sobretudo, descansa-se. 
Hoje percorremos 400 km para este e estamos no lago Constança. Avistamos a Alemanha e a Áustria. 
Dentro de dias dou noticias desta região. Até lá. 
Ah, antes que me esqueça, tenho continuado a escrever  A DOÇURA DA NOITE. 

quarta-feira, 26 de julho de 2017

A autora em Viagem

Dia 27 de Julho a autora vai estar em viagem pela Suiça, França, Áustria e Lichtenstein. À semelhança de outras viagens que fiz, conto deixar aqui pequenos apontamentos, sobre as visitas. 
Viajar é bom e dá saúde mental. 
Até ao próximo post. 

terça-feira, 18 de julho de 2017

CONFIA EM MIM - OPINIÃO


Mais uma vez, Lesley Pearse deu-nos uma obra onde é possível perceber o calvário de milhares de crianças inglesas que foram deportadas para orfanatos australianos - e noutros países - vivendo as maiores provações que uma criança pode viver: afastamento da família, falta de afecto, maus tratos físicos, psicológicos e sexuais. A autora retrata essas vivências, através da história de Dulcie e May, duas irmãs, filhas de um condenado, que foram afastadas do pai sem autorização do mesmo. Ao longo do livro passei por momentos de raiva, incredulidade, e de impotência perante as descrições. A intensidade com que Lesley descreve as suas personagens e as situações vividas, coloca-nos lá, no tempo dos acontecimentos conseguindo entender o sofrimento daquelas crianças. O livro não é para "espíritos fracos", mas vale a pena ler, pois é uma lição de história que não deve ser esquecida para que não volte a repetir-se.

Avaliado em 5***** no Goodreads, por mim. 

Imagens retiradas da web 
"De acordo com o Programa de Imigração Infantil, encerrado há apenas quatro décadas, a Grã-Bretanha enviou crianças pobres para uma "vida melhor" na Austrália, Canadá, Nova Zelândia, África do Sul e Zimbábue (antiga Rodésia).

HISTÓRIA DA IMIGRAÇÃO INFANTIL NA GRÃ-BRETANHA

A Grã-Bretanha é o único país com um histórico prolongado de imigração infantil - foram mais de cinco séculos
Em 1618, 100 crianças foram enviadas de Londres para Richmond, na Virginia, EUA
Um total de 130 mil foram enviadas para o Canadá, Nova Zelândia, África do Sul, Zimbábue (antiga Rodésia) e Austrália
No pós-guerra, 7 mil foram enviadas para a Austrália e 1.300 para a Nova Zelândia, Rodésia e Canadá
Muitas das crianças já estavam aos cuidados de instituições públicas após terem sido retiradas de suas famílias pelo Estado ou abandonadas pelos pais.

Forçadas a embarcar nos navios que as levariam para a Austrália, muitas das crianças ouviam das autoridades que seus pais estavam mortos - o que, em grande parte dos casos, não era verdade.

A maior parte dos pais não sabia que seus filhos, alguns com apenas três anos de idade, haviam sido enviados para a Austrália.

Agências de assistência trabalhavam com o governo para enviar crianças carentes para um futuro risonho e suprir o que na época era considerado "bom sangue branco" para uma antiga colónia.

Margaret Humphreys, fundadora do Child Migrants Trust, entidade que oferece assistência às vítimas da política de imigração forçada, viajou da Grã-Bretanha para a Austrália para ouvir o pedido de desculpas do premiê australiano.

"Temos feito campanha há 20 anos por um reconhecimento desse tipo e com essa seriedade".

"Este é um momento significativo na história da imigração infantil. O reconhecimento é vital para que as pessoas se recuperem".

Fonte : http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2009/11/091116_australia_childmigrants_mv.shtml



domingo, 16 de julho de 2017

Promoção de ebook Gratuito


Numa noite de Inverno, na cidade de Perpignan, em França, Aline Gauthier aceita sair com um dos clientes do bar onde trabalha, um advogado poderoso e com fama de libertino que troca de mulher como troca de camisa. O que ela viveu nessa noite não se atreve a contar a ninguém e, com raiva das humilhações que sofreu, agride-o na cabeça com uma jarra deixando-o a sangrar e inconsciente. Foge sem deixar rasto.A última coisa que desejava era ser presa por assassínio.
Desembarca no comboio em Oloron Sainte Marie, a quase quinhentos quilómetros de distância e começa uma vida nova. O amor bate-lhe à porta, um amor maduro, arrebatador e cúmplice. Mas o passado emerge em toda a sua força perseguindo-a.

Enrosque-se no sofá e delicie-se com a história de Aline e Thierry.



Avaliado em 5***** na amazon.com, e na amazon.com.br

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Harry Potter - amazon.com.br


Na compra da Caixa Harry Potter - Edição Premium ExclusivaAmazon leve grátis O Mundo Mágico de J.K. Rowling. Basta adicionar os dois itens no carrinho e realizar o processo de compra. Na página de finalização do pedido, o O Mundo Mágico de J.K. Rowling será exibido como gratuito. Essa promoção é válida de hoje (12/07/2017) até 23/07/2017 às 23:59.

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Próximo lançamento - A Doçura da Noite

"Sara olhou para a cicatriz, quase invisível, graças ao óleo de rosa mosqueta, e tapou-o com o body de renda preta. Era a sua primeira saída depois daquela noite em que tinha recorrido às urgências. A noite em que o industrial alemão lhe tinha infligido um corte com uma adaga minúscula na nádega, para que ela jamais o esquecesse - dissera-lhe num inglês com forte sotaque, depois de ela rejeitar ser espancada - a única forma que excitava o homem. Sara enganara-se na escolha daquela noite. O homem era um estupor sádico e de sedutor não tinha absolutamente nada.  
Olhou-se ao espelho e estava tudo certo e no sítio. Cabelo louro em ondas largas a cair-lhe pelas costas, boca e olhos pintados magistralmente e umas pernas longas, torneadas a terminarem nos sapatos pretos de salto alto. Ninguém diria que era a tímida Sara Ataíde, designer, especialista em capas de livros, para uma das maiores editoras do país. Muitas das capas que via nas montras das livrarias no género literatura e ficção, era de sua autoria.   
Sorriu para a sua imagem reflectida no espelho.
 Agarrou a bolsa pequena e as chaves do carro e saiu pelo elevador até à garagem onde estava o seu Audi A6, aquele que só usava nas saídas nocturnas quando se transformava numa mulher sofisticada capaz de arrasar na noite com qualquer homem menos precavido e carente de amor, e tornar-se numa depravada, sem pudor, que, para além do prazer que obtinha, ainda se fazia pagar bem.
 Odiava homens. Sara não tinha qualquer preocupação em dar prazer aos homens que acompanhava, o seu propósito era satisfazer-se a si e, se por qualquer razão eles reclamavam, deixava-os e afastava-se com desdém. O mesmo desdém com que vira o pai tratar a mãe." 

Um excerto do próximo romance a ser lançado lá para finais de Setembro. Gostaria muito que comentassem. O que é que sentiram ao ler este breve trecho?

sábado, 8 de julho de 2017

Ebook Grátis - Helena


Para comemorar as 100.000 visitas do site, a autora disponibiliza durante 3 dias este ebook grátis. Já sabem como fazer, é só descarregar o ebook da amazon para o Kindle, smartphone ou PC. Vá à coluna do lado direito do blog e procure as lojas da amazon ou o livro.
Obrigado!

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Ebook Grátis - Brincos de Princesa





O romance Brincos de Princesa surge de capa nova e o ebook vai estar grátis dias 4 e 5 de Julho. É só aceder a qualquer loja da amazon e descarregar o livro através da sua conta. Se não tiver conta pode abrir uma com facilidade, é grátis. Na barra lateral direita encontra os links para todas as lojas da amazon.

SINOPSE

Quando Laura aceita uma proposta de trabalho no Dubai só pensou no desafio e no dinheiro que ia ganhar, nunca imaginou que os problemas começariam assim que pusesse os pés no aeroporto, ao olhar pela primeira vez para o motorista de fato Armani que a foi buscar. Pensou que nesse país afinal tudo era riqueza e opulência, mas depressa compreendeu que no meio da excentricidade e dos contos de fadas o maior dos pesadelos poderia surgir a qualquer momento.

Conhece o homem dos seus sonhos e vive um romance. Entretanto, outro homem se interessa por ela. Um homem poderoso, ao qual é difícil dizer não. Aliás, nesse país dizer não a certos tipos de homens pode significar mais do que o fim do sonho: é o terror nu e cru de uma jovem mulher presa nas malhas de uma cultura que desconhece.


sexta-feira, 30 de junho de 2017

Elizabeth Adler - Novidade!


Já está em pré-venda mais um livro de Elisabeth Adler, traduzido para português. É uma das minhas autoras preferidas e estou curiosa com este. Pode adquirir o seu aqui e beneficiar dos 10% de desconto da pré venda. 

SINOPSE
MUITO DINHEIRO.
Poppy Mallory cresceu em circunstâncias infelizes, e sempre rodeada de pessoas duvidosas. Foi à custa de muito sofrimento que conseguiu singrar na vida. Na hora da morte, pretendia apenas uma coisa: deixar a sua fortuna - de milhões de dólares - à pessoa que conseguisse provar ser sua descendente.

MUITAS MENTIRAS.
Quando o jornalista de investigação Mike Preston se propõe descobrir a verdadeira identidade do herdeiro, percebe que tem pela frente uma tarefa tremenda. É que, da Califórnia a Veneza e Paris, a vida de Poppy aparenta ser uma sucessão de desencontros e amores perdidos.

MUITAS ESPERANÇAS.

São cinco as pessoas que se apresentam como legítimas herdeiras de Poppy, todas elas desesperadas por deitar a mão à vasta fortuna… e todas elas capazes de TUDO para o conseguir.

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Lesley Pearse - Novidade!


Está em pré lançamento mais uma obra traduzida de LESLEY PEARSE,  a minha autora preferida. Ai, ai e ainda tenho um por ler. No entanto se quiser beneficiar do desconto de PRÉ- LANÇAMENTO, pode adquirir o livro AQUI.  

Sinopse

Sob o olhar negligente do pai, Rosie definha na quinta onde vive. Sujeita aos maus-tratos dos meios-irmãos, Seth e Norman, e sem uma mãe para a proteger (há muito que desapareceu), a sua vida é dura e solitária. Mas no dia em que chega a governanta, Heather Farley, tudo parece mudar. Heather depressa se torna uma amiga… e até uma mãe…

Mas a alegria revela-se passageira, pois Heather desaparece misteriosamente, deixando para trás o filho, Alan, e frustrando todas as esperanças de Rosie num futuro melhor. Mas só quando o irmão de Heather, Thomas, aparece na quinta é que Rosie descobre a terrível verdade sobre a sua própria família… e finalmente ganha coragem para fugir. Mas o mundo que a espera lá fora, infelizmente, não é menos cruel. De Bristol ao Sussex, do Sussex a Londres - Rosie tudo faz para dar um novo rumo à sua vida. Mas será ela capaz de escapar à fúria vingativa de Seth?


Lesley Pearse, autora tão querida dos leitores portugueses, volta a encantar-nos com esta história dilacerante sobre a família e os segredos medonhos que pode esconder…

terça-feira, 27 de junho de 2017

WOOK OPORTUNIDADES

 Dia 28 vai decorrer a campanha Wook Oportunidades,aqui. 




Aproveite de 20%  a 50 % de desconto  nos artigos assinalados. Desconto obtido através da combinação de desconto imediato + desconto em cartão wookmais. Não inclui livros editados há menos de 18 meses, livros escolares, livros técnicos e eBooks.


Oferta de portes válida para entregas em Portugal Continental, em encomendas de valor igual ou superior a 15€ e para envios em CTT Expresso Clássico ou Rede Pickup. Devolução do valor dos portes em cartão Wookmais para encomendas de valor inferior a 15€.

Nos envios para as ilhas dos Açores e da Madeira, 30% de desconto no envio em CTT Expresso Clássico para encomendas de valor superior a 15€ ou devolução daquele valor em cartão Wookmais para encomendas inferiores a 15€. Tipos de envio disponíveis para encomendas até 10 kg.

Campanha válida para encomendas registadas e pagas de 28 de junho de 2017 e não acumulável com outras promoções em vigor.

SAIBA MAIS EM WOOK.PT


sexta-feira, 23 de junho de 2017

Como receber o dinheiro ganho na amazon


Para os autores independentes que querem publicar os seus livros na amazon,  pensar como receber o dinheiro das suas vendas pode ser um obstáculo. Mas não é! É até muito simples e prático.
 Quando efectua o seu registo nas plataformas de autopublicação da amazon ( Createspace, Kindle) é pedido um número de conta americano. Isto pode ser o primeiro embate para o autor, mas, como já disse, é muito simples abrir uma conta que lhe possibilite receber os seus royalties. É-lhe solicitado através da sua conta payonner que comprove a sua identidade. Basta digitalizar o seu documento de identificação - com o qual se inscreveu na amazon e na payonner- , e enviar por email para endereço de email que a payonner lhe indicar.
Pessoalmente uso a Payonner , e posso garantir que a experiência tem sido muito boa.
Abri conta no site da Payonner ( no link acima) e segui todos os passos que o site pede e em menos de três semanas, tinha o meu cartão MarterCard que funciona como multibanco também e, todos os meses, o dinheiro ganho com a venda dos livros nas várias lojas da amazon, é depositado sem qualquer falha. A amazon é muito certinha nos pagamentos e a Payonner pertence ao Banco da América e é também  seguro. Tenho usado o cartão em vários países e funciona sempre.


Se está a pensar publicar na amazon, antes de se inscrever abra uma conta na payonner e fica com o problema resolvido. A plataforma online da Payoneer é simples de usar, está em português e pode fazer pagamentos directamente com o cartão, ou levantar dinheiro nas caixas multibanco. Pode ainda fazer transferências para a sua conta no seu país.

O que é a Payoneer e porque é um sistema recomendado?

Payoneer é um servidor de pagamentos seguro e regulado nos EUA. Este serviço permite realizar transferências bancárias para quase todo o mundo, que cobra taxas muito baixas quando faz as transferências. 

Outro benefício da Payoneer em muito países é o facto de ser possível transferir dinheiro como se fosse um banco local. Ou seja, em 99% dos casos a taxa é consideravelmente baixa.

Porque tenho de enviar documentos de identificação à Payoneer?

O Payoneer tem, por lei, de saber a quem está a transferir os montantes. Normalmente conhecido em inglês por KYC (Know your customer), traduzido: “Conheça o seu cliente”. O objectivo deste regulamento é prevenir que empresas como o Payoneer ou bancos sejam usados por entidades criminais ou para fins de lavagem de dinheiro.

sábado, 17 de junho de 2017

Novidade - A RAPARIGA DE TIMES SQUARE - Paullina Simons


SINOPSE
Uma poderosa e surpreendente história contemporânea de amor de uma das melhores romancistas deste século.

A vida de Lily é virada do avesso com o desaparecimento da sua companheira de casa, revelações incríveis sobre a família e uma descoberta pessoal, o que a afetará para sempre. E se tudo aquilo que soubesse sobre a sua vida fosse mentira? Conheça Lily Quinn... Está falida, luta para acabar a faculdade, pagar a renda e encontrar o amor. À deriva na agitada cidade de Nova Iorque, as coisas mais interessantes na vida de Lily acontecem às pessoas que a rodeiam. Mas ela adora a sua vida sem objetivos até Amy, a melhor amiga e companheira de casa, desaparecer. É assim que Spencer Patrick O'Malley, um cínico detetive da polícia de Nova Iorque, que já viu melhores dias e tem os seus próprios demónios, entra no mundo de Lily. E uma inesperada reviravolta financeira, que deveria trazer-lhe alegria, transforma-se afinal num mau presságio das forças malignas que se aproximam dela.

Mas o destino de Lily não fica por aí. Vê-se ainda a lutar pela própria vida quando a busca de Spencer por Amy se intensifica, levando- a a questionar tudo o que sabia sobre a amiga e a família. E revelações surpreendentes sobre quem ama forçam-na a confrontar a verdade que a mudará para sempre.

A AUTORA
Paullina Simons nasceu em 1963 em Leninegrado, na antiga União Soviética, e emigrou para os Estados Unidos aos dez anos. Durante a sua infância sonhava em ser escritora. Após concluir o seu curso universitário em Ciência Política, trabalhou como jornalista financeira e tradutora, até concretizar o seu sonho de menina. O seu primeiro romance foi publicado e tornou-se imediatamente num sucesso internacional.
Vive atualmente em Nova Iorque com o marido e os quatro filhos.