segunda-feira, 15 de julho de 2019

Como sobreviver aos haters literários

Se você é escritor independente, ou mesmo que publique com a chancela de alguma editora convencional, já deve ter recebido criticas. Umas justas, outras menos justas, e algumas bem fundamentadas de quem leu de fato a sua obra. Essas são as criticas normais de quem leu e gostou ou não. 
 E criticas a destilarem ódio, daquelas que até mirram o ego mais forte? Sim. Bem vindo ao mundo da escrita. 
Se o mundo fosse perfeito - o mundo literário - os escritores só receberiam criticas justas, mesmo que o leitor não goste do seu livro. Mas não é. Então o que se deve fazer quando se recebe uma daquelas que além de mostrarem as falhas do livro - e até aí tudo bem- , se referem ao autor como se fosse a pior pessoa ao cimo da terra, que engana os leitores e o acusa de desonestidade intelectual?
E quando escrevem que os personagens são uma merda, mal construídos e que o livro não vale nada?
E quando encontram erros propositadamente mesmo quando você já pagou até uma revisão oficial?
Poderia ficar aqui a citar imensos exemplos que não acabaria. 
Até entrar neste mundo  da escrita independente, não fazia ideia que existiam pessoas a espalharem ódio em criticas como se estivessem a fazer um favor ao mundo. Pois bem, existem e muitas. Há uns anos, mandei traduzir o livro meu para inglês e publiquei-o na amazon. As primeiras duas criticas, nem sequer se referiam à história. Aliás, pelas observações, percebia-se que as pessoas não tinham lido, estavam apenas a destruir. Confesso que fiquei incomodada - posteriormente a amazon retirou aqueles dois comentários por os considerar abusivos - , e durante um tempo considerei não voltar a publicar. Entretanto fiz bastante pesquisa sobre o tema e descobri que existe uma espécie de críticos " Haters" ou espalhadores de ódio que infestam a amazon e até a própria GoodReads, tentando destruir o trabalho dos autores. Há até quem vá mais longe e diga que alguns são pagos para o fazerem. 

Como é que você descobre quem são esses haters?

Simples. Se avaliar uma série de comentário sobre um determinado livro, consegue perceber que um leitor não gostou de um livro e lhe deu duas ou uma estrelas, explica porquê não gostou, mas não denigre o livro, alguns inclusive têm o cuidado de explicar que o fato de terem classificado com duas estrelas, outro leitor pode classificar com quatro ou cinco, porque gostos não se discutem e são subjectivos. 

O que é que deve fazer quando se cruza com um destes críticos? 

Nada. Sim nada. Se considera o comentário abusivo, pode sempre denunciar a situação à amazon. Mas nem sempre os comentários são retirados, por isso o melhor é não fazer nada. Qualquer resposta que dê é motivo para destilarem mais ódio. Ter o azar de ter uma critica feita por um desse espalhadores de ódio, é o equivalente a encontrar-se com uma pessoa mal disposta no supermercado ou na rua. Causa ansiedade e faz a pessoa perguntar o que é que fez para merecer isso. Se você não tem culpa de uma pessoa de mal com a vida esbarrar em si e a agraciar com meia dúzia de insultos, também não tem culpa que um qualquer escritor frustrado - daqueles muito invejosos - esbarre com o seu livro e tente destruir o livro e o autor.
Continue a escrever - seja qual for o seu género - e esqueça lá as criaturas a rebentar de ódio. Até porque a maioria dos leitores sabe bem distinguir um desses avaliadores.
Força nesses dedos e até ao próximo post.

Sem comentários: