quarta-feira, 17 de setembro de 2014

"Brincos de Princesa" - apresentando Said

(Modelo de Said - Ragheb Alama- cantor Sírio)

"Said olhou para ela intensamente, tentando perscrutar-lhe a alma e depois de saborear uma garfada de arroz envolta em caril deu sinal de ir dizer qualquer coisa. Até a mastigar era sensual. Baixou os olhos em direcção ao prato e brincou um pouco com a comida, como se estivesse a hesitar em dizer alguma coisa que o incomodava. Tinha receio da reacção dela.  
Laura saboreava a comida deliciada. Era visível que ela gostava de comer. Ficava feliz por isso. Queria uma mulher que apreciasse cada momento da vida. A comida era um dos aspectos mais importantes da vida familiar: o momento de reunião e partilha diários. Era a sua opinião, mas não a sua vivência.
Tinha que lhe dizer que já foi casado, não queria esconder mais nada dela.
- Já fui casado. – deixou escapar, para ficar em silencio logo de seguida. Estava preparado para tudo, menos para a rejeição que pudesse advir dessa revelação. Susteve a respiração ficando em suspenso à espera da reacção dela.

Laura pareceu mergulhar no mais profundo de si própria e, ao fim de alguns segundos – que a ele pareceram intermináveis- respondeu num tom muito assertivo:
- Já foste. Ficava zangada se ainda fosses. Não quero saber Said, não agora. - disse-lhe com o ar mais doce que podia arranjar.
 Adorava aquele homem sem saber bem porquê. Há coisas que não se explicam e esta coisa que existia entre eles, tipo “Atracção fatal”- como no filme, tirando a parte da perversão e da psicopatia que não apreciava - era o melhor que lhe tinha acontecido nos últimos dois anos. Depois de Manuel Fontes, pensava que estaria vacinada contra homens. Afinal não eram todos iguais. Bem que a avó Teresa lhe dizia que um dia haveria de encontrar alguém que encaixasse com ela sempre que afirmava não querer mais ninguém.  
- Tinha que ser logo aqui.- pensou alto.
Said ouviu e ficou sem perceber. Franziu o sobrolho em interrogação. "

Sem comentários: