domingo, 15 de novembro de 2015

GABRIELLE - ROMANCE

Excerto do livro

"(...)Estava na altura de terem uma conversa. Já vestidos mas com a roupa em desalinho, Pierre puxou-a para o sofá e disse-lhe:
- Desde que te conheci soube que carregavas um grande sofrimento contigo, seja lá o que for, podes contar-me se quiseres, não vou fugir.
Gaby olhou para ele. Sentiu firmeza e calma nos seus olhos. Apetecia-lhe mergulhar neles e ficar lá, protegida para sempre. Ele era um homem fantástico, pensava que não existiam homens assim, mas sabia que carregava um karma qualquer que a impedia de ser feliz e conservar as pessoas junto de si. Não queria que lhe acontecesse alguma coisa.
- É uma longa história…não é bonita e eu tenho imensa vergonha dela…
- Tenho todo o tempo do mundo para ouvir…não vou julgar-te e não tenhas vergonha, quero estar contigo e quero saber quem tu és. Não te vou rejeitar…não me parece que tenhas cometido crime nenhum…acho que te fizeram muito mal Gaby. – e voltou a beijá-la, desta vez com doçura.
- Vou tentar…mas tens que me ajudar, és a segunda pessoa a quem eu conto a minha vida, só o Steve, sabia da minha vida. o Steve era o advogado do meu pai e o meu protector durante anos, morreu há meses, tal como o meu pai. Curiosamente só morreu depois do meu pai.
Fez uma pausa e respirou fundo.
- Bem… nasci no Oregon como sabes…e sou fruto da união de um rico perverso com uma pobretana alcoólica…um quadro assustador como vês…a minha mãe não me quis, rejeitou-me e o meu pai…vai ser longo a história Pierre, tens a certeza…- perguntou.
- Absoluta minha querida.
Duas horas depois, na posse do segredo que ela carregava consigo, Pierre estava chocado e revoltado. Só um ser humano especial podia ter resistido a tudo o que ela passou. Pierre questionava-se nesta altura, se seria capaz de lhe lamber as feridas, curá-la. Por mais que a amasse não podia ser médico dela, psiquiatra, psicólogo, psicanalista…fosse lá o que ela precisasse. Mas, o que lhe importava nesta altura era que estavam juntos e não a queria perder.
- Pierre…- disse com um ar muito doce.
- Sim, querida.
- Ainda me amas?
- E porque não haveria de te amar?
- Podias estar chocado com a minha vida e não me quereres mais.(...)

Para obter o seu ebook grátis, vá à coluna da esquerda e no link da loja descarregue o ficheiro. 

Sem comentários: