domingo, 30 de agosto de 2015

Livros e benefícios da leitura


Esta semana fiz uma tarefa adiada há muito tempo: arrumar uma das minhas estantes, que por ser a menos usada, estava muito descuidada. Encontrei por lá estes livros e recordei -me que os li há muitos anos. Entre os doze e os quinze anos. O tempo passou mas não me esqueci das suas histórias. Vibrei com “Gabriela, Cravo e Canela”, numa época em que passou em Portugal, adorei os Maias e o drama da família, ri à gargalhada com a Queda de um Anjo de Camilo Castelo Branco, sonhei com Sandokan, sofri com Miguel Strogoff , Balzac, Umberto Eco, Hemingway e Stendhal, entre muitos outros autores. 
A leitura é uma actividade que se gosta ou não. Quem gosta de ler não entende como alguém pode não gostar e quem detesta não consegue compreender o que o outro vê naquelas inúmeras páginas e nas longas histórias dentro de um livro.
Sabe que ler só tem vantagens? Saiba algumas.

 #Desenvolvimento pessoal – A leitura é uma actividade que estimula a reflexão sobre os nossos princípios, valores, pensamentos e atitudes. Histórias ficcionais, literatura clássica, biografias e até livros relacionados a assuntos profissionais provocam algum tipo de reflexão durante a leitura. Depois de ler um livro, você nunca é a mesma pessoa que era antes de lê-lo. Mesmo que não perceba a mudança, algo que você leu ficou guardado nos seus pensamentos e contribuiu para o seu crescimento. Quem começa a ler em criança decerto adquire uma maior compreensão da língua e da vida, desenvolve a capacidade de pensar.  

#Estimula a criatividade – A criatividade está ligada ao conhecimento que se adquire da vida e dos livros. Todo o escritor é estimulado pelas leituras que fez, apesar de desenvolver o seu próprio estilo. A melhor maneira de se tornar uma pessoa criativa é conhecer o máximo de coisas diferentes e os livros estão entre as melhores ferramentas para o efeito. Todos os leitores têm seu género de livro favorito, mas podem ler outros géneros, ler histórias diferentes e ter outras sensações. É esse o segredo das pessoas criativas, elas estão sempre abertas para o que é novo, e a leitura é um poço infinito de novidades, cultura, surpresas e ideias extraordinárias. Ao longo da minha vida interessei-me pelo género romance, sobretudo porque gosto de histórias de vida, mas li livros de todos os géneros, para não falar na quantidade de livros técnicos que já li ao longo da minha vida profissional.

 #Serve para descontrair - Quando pensamos ou falamos sobre leitura, a imagem que vem à mente é a de alguém num lugar tranquilo, confortável e aconchegante, com a pessoa que lê expressando calma e felicidade. Essa ideia de tranquilidade é a primeira que nos vem a cabeça porque a leitura é mesmo uma das melhores maneiras de relaxar. Ler é uma terapia porque é uma forma garantida de esquecer o mundo e os problemas à sua volta e abandonar o mundo digital por algum tempo, já que a actividade exige total desligamento e concentração.

 Um livro é um companheiro - A solidão nunca é um problema porque leitores nunca ficam entediados se não houver ninguém para conversar ou lhes fazer companhia. Pelo contrário, até gostam de ter seus momentos sozinhos para apreciarem os seus livros sem interrupções. Os livros fazem sorrir, chorar, cativam-te, e fazem com que se identifique com os personagens. Ensinam a adoptar o ponto de vista do outro.

 É um habito que contribui para a saúde mental– Ler é um hábito e, assim como qualquer outro, requer esforço, e vontade, principalmente quando se começa. Alguns começam a ler quando crianças, aos poucos. Outros descobrem os livros mais tarde. Há quem olhe para um livro de duzentas páginas e fique horrorizado. Acha que nunca vai gostar de ler. Não é necessário ler um livro num dia ou numa semana. O segredo é ler um pouco em cada dia e ir descobrindo a história. A leitura é um dos bons hábitos que todos deveriam desenvolver, inclusive pelos benefícios para a saúde: diminui o stress, estimula a memória, aumenta a concentração e melhora o raciocínio. Protege contra as demências como o alzheimer, Parkinson, aterosclerose. Um leitor assíduo mantém o cérebro jovem.

Viajam consigo – Filas, salas de espera, transportes públicos, esperar por alguém atrasado, longas viagens de avião, comboio ou autocarro podem ser cansativas a não ser para quem tem sempre um bom livro à mão! Leitores estão habituados a abrir um livro quando se deparam com essas situações, pois sabem que é uma maneira muito melhor de passar o tempo do que ficar olhando para as paredes. Alguns até gostam de ter momentos assim no dia-a-dia, principalmente os que têm pouco tempo para ler. Quando viajo levo sempre livros na bagagem comigo.

 “Viver” outras vidas – Quem não gosta de ler talvez tenha dificuldade em perceber como é isso acontece, mas quem gosta sabe que alguns livros nos envolvem de tal forma que nos sentimos vivendo a experiência do personagem. A leitura permite que “viva” muitas histórias e tenha várias sensações, como se apaixonar por um personagem, sentir raiva, ficar ansioso e surpreender-se. A vida real dificilmente possibilitará que você experimente tantas coisas diferentes em tão pouco tempo e nem seria aconselhável, corria o risco de sair profundamente magoado.

Trocar ideias com amigos leitores – Nada melhor para um leitor do que ter com quem conversar sobre o livro que acabou de ler.

Adquirir conhecimento – A coisa mais importante num livro é, obviamente, o seu conteúdo. Existem livros sobre praticamente tudo, o que permite que você escolha ler o que lhe convém e encontrar um mundo de informações dentro das páginas. Se busca conhecimento profissional, referências culturais, informações sobre saúde, histórias e lições de vida, sobre a história do mundo, ou o que mais quiser aprender, com certeza encontrará imensos livros sobre esses assuntos. A leitura muda o mundo através da mudança de mentalidades. O pior inimigo do homem é a ignorância e quem não lê corre o risco de não conseguir acompanhar a evolução, porque não entende.

Descobrir outros autores -Descobrir um autor que consegue transportá-lo para o universo que descreve em todos os seus livros, coleccioná-los, esperar ansiosamente quando anunciam um novo lançamento, ler e reler os seus favoritos, acompanhar o seu trabalho e a sua vida… é uma actividade prazerosa e enriquecedora, que estimula e colabora com a felicidade.

#Ler é bom em qualquer idade – Você pode começar a ler a partir do momento em que aprende a decifrar as combinações de letras e praticar a leitura até o último dia da sua vida. É uma das poucas actividades que não determinam a idade de quem pode fazê-la e na qual você encontrará infinitas opções que te agradam em cada momento da sua vida. Comecei a ler aos sete anos e nunca mais parei.

 Melhora a capacidade de se expressar – Mesmo quem não gosta de ler tem consciência de que a leitura é essencial e faz diferença na aprendizagem, principalmente porque amplia o nosso vocabulário e melhora a escrita. Mas poucos percebem que a leitura frequente tem efeito também quando nos expressamos verbalmente. Quanto mais conhecimento, maior a capacidade de nos expressarmos bem, independente dos meios.

 Coisas de leitor – sentir o cheio de um livro novo, admirar sua estante repleta de títulos diferentes, organizá-los por cores, autores, tamanho, preferência ou da forma que achar melhor, o prazer de coleccionar algo tão valioso, passar horas numa livraria e entender que livros conhecimento e felicidade são sinónimos de bem-estar físico e intelectual. Um intelecto estimulado pela leitura é um intelecto jovem para sempre. Só o corpo morre.

Até ao próximo post

Ambra Blanchett


Sem comentários: