quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Diário de viagem - Atenas

Hoje foi assim. Visitei a cidade de Atenas na Grécia. Uma cidade com três mil anos de história onde o moderno se mistura com as rúinas espalhadas pela cidade. Chocou-me bastante ver grande parte do comércio da cidade fechado em virtude do estado do país. Não é a primeira vez que visito a Grécia e fiquei com a mesma impressão de quando estive em Creta em 2005; um povo sem demasiadas simpatias, mas prestável sem ser servil, um povo que aprendeu com a história sob o jugo turco durante quinhentos anos, a levantar a cabeça sem ser arrogante. O comércio de turismo existe em torno dos monumentos e na zona central da cidade ( à volta da praça Sintagma), tudo o resto tem ar de abandono. Subimos à Acrópole sob um sol tórrido que inside no mármore do chão e quase nos cose vivos. Mas valeu a pena ver a cidade do alto da Acrópole e imaginar como era a vida ali, quando parte da europa ainda vivia nas cavernas. À noite a temperatura ( mesmo há pouco) passava dos trinta graus. O facto de a cidade estar cosntruida num vale entre montanhas torna-a num autentico forno durante o verão. Amanhã vamos visitar o porto do Piréu e  a cidade. Para além de passear ainda consegui começar outro capítulo de "O Homem do Deserto". 

Partemon visto da cidade

Reconstrução da Acrópole

Vista da cidade do alto do Partemon

Vista nocturna da Acrópole e à esquerda uma mesquista transformada em igreja
Vista nocturna de uma praça

Sem comentários: