sexta-feira, 24 de julho de 2015

Novas regras da Amazon


  • Uma das novidades que a amazon lançou no dia 1 de Julho foi a mudança no pagamento no programa Kindle Unlimeted. Até aqui os autores com livros cadastrados neste programa recebiam pela totalidade do livro desde que fossem lidos mais de 10% da totalidade do livro. A partir de 1 de Julho os autores passam a ser pagos por página lida. Ora esta nova modalidade pode parecer vantajosa para os autores que tem muitos livros inscritos no programa com mais de cem páginas. Não é dificil chegar às 60.000 páginas, ou mais num mês. Se fizermos as contas pelo exemplo que a amazon utilizou dá uma quantia bem simpática, o suficiente para o escritor viver apenas da escrita. Mas, na realidade parece-me que o exemplo está inflacionado e, até ao dia 15 de Agosto ninguém sabe o que vai receber. A amazon apenas lança para fora o número de páginas lidas, não divulga o número de livros vendidos. Se pensarmos que a maior parte das pessoas que compram os livros sem sequer os ambrem ou abandonam a leitura a meio, lá se vai o lucro anterior. Portanto, estas novas regras trazem muitas esperanças aos autores independentes, mas também muitas dúvidas. A mudança das regras, segundo a amazon, sugiu na sequência de queixas dos escritores. Vamos aguardar para ver o que mudou. Sou como S.Tomé. Quero ver para crer. 
  • Outra novidade diz respeito à nova politica de comentários. Tendo em conta o número de fraudes nos comentários a amazon decidiu cruzar dados e sempre que o comentário tenha alguma ligação ao escritor ( podem crer que eles os detectam) o comentário é apagado. Havia autores que no dia da publicação do livro chegavam aos cem comentários, porque qualquer pessoa que tivesse uma conta na amazon podia deixar um comentário mesmo que não tivesse lido o livro. Agora a compra é verificada e  leitor é convidado a deixar um comentário depois de ter terminado a leitura. Os comentários são decisivos para o leitor comprar ou não. Quanto mais comentários acima de três estrelas o livro tenha, mais são as hipoteses de venda, ora se for usado um esquema fraudulento, é injusto para os escritores que esperam ansiosamente e de forma honesta um comentário. 
  • A ultima novidade tem a ver com a qualidade dos ebooks. Anteriormente eram rejeitados os livros com má formatação, imagens de má qualidade, e com capas de má qualidade. Agora a amazon introduziu um serviço que verifica se o livro tem erros e convida o escritor a emendá-los. O escritor recebe um email do controlo de qualidade da amazon com os erros e com a sugestão correcta e a página em que se encontra o erro. Todos sabemos como é fácil deixar escapar pequenos erros ortográficos que podem estragar a qualidade do livro, pois bem, a partir de agora o seu livro passa por um crivo de ortografia o que na minha opinião serve para aumentar a qualidade dos ebooks dos autores independentes.
ATÉ AO PRÓXIMO POST! 




Sem comentários: