quinta-feira, 5 de março de 2015

O mais vendido hoje, em língua Portuguesa na categoria de Biografias

Foi com imenso prazer que verifiquei que um dos meus livros está em primeiro lugar numa das categorias da amazon.com. hoje dia 5 de Março.
O MAIS VENDIDO EM LÍNGUA PORTUGUESA NA CATEGORIA DE BIOGRAFIAS E HISTORIAS PESSOAIS NA AMAZON.COM. 

As únicas saídas de casa, fora do vale, era ao domingo para assistirem à missa semanal, altura em que poderia conviver com as antigas colegas de liceu e ficar a conversar sobre rapazes e vestidos, coisas de raparigas, enquanto as mulheres punham os doces e outras iguarias, na mesa da sala de convívio da igreja, partilha que faziam sempre depois da liturgia. Uma amiga dos tempos de escola, que conseguiu conservar, chamava-a sempre para perto de si, mas, mal a missa terminava era arrastada para a carrinha e não lhe davam qualquer possibilidade de conviver socialmente. Anna, Jodie e o pai, não partilhavam a mesa com os outros fiéis depois da liturgia. Saiam a correr e embrenhavam-se no vale, de onde só saiam no próximo domingo.
 O pai - homem muito temente e Deus - havia dito, e repetido, que mulher não estuda: casa e cria filhos.
- O teu irmão foi para a marinha! Homem que é homem cumpre o seu dever com o país! É uma honra estar a combater! Se fosse mais novo também lá estaria. – quase gritava de tanto entusiasmo. - Tu não sais daqui! A tua mãe precisa de ajuda na quinta e eu já não posso, estou doente e velho. – gritou com o punho em riste, pronto para lhe dar um tabefe.
Olhava de esguelha para o homem  na sua frente, nunca se atreveu a enfrentar o olhar do pai, e não o achava velho, Ivan era apenas um alcoólico malandro.
Anna não queria essa responsabilidade para o resto da vida. Não merecia. Um dia haveria de conseguir sair dali e ser alguém. Nunca entendeu o isolamento em que viviam. Parecia uma imposição do pai que ninguém questionava, e, como o irmão estava ausente ao serviço do país, nessa guerra maldita, estava completamente abandonada no mundo. Não podia recorrer a alguém próximo que a protegesse daqueles dois que mais pareciam carrascos. Podiam violá-la, matá-la e dar-lhe sumiço que ninguém saberia. A povoação mais próxima era Salem a cerca de cinquenta quilómetros de distância e, para lá chegar só indo a pé ou esperar pelo autocarro na beira da estrada. Não tinha dinheiro e era menor de idade o que tornava essa aventura muito perigosa.


Sem comentários: